Urologista: entenda o que faz o especialista e quando consultá-lo

Urologista: entenda o que faz o especialista e quando consultá-lo


Dr. Alex Meller

Urologista é o profissional especializado no trato geniturinário, que inclui os rins, bexiga, uretra e órgãos reprodutivos masculinos, atuando no tratamento clinico e cirúrgico de enfermidades que afetam esses órgãos.    

O que faz o urologista e qual a sua especialidade?    

O urologista é o profissional que cuida de toda a parte do trato urinário (rim, ureteres, bexiga e uretra) e dos órgãos do aparelho reprodutor masculino (próstata, uretra, pênis, canais deferentes, bolsa escrotal e testículos)   

Diferente do que muitos pensam, o urologista também atende mulheres. Nesse cenário, o profissional examina pacientes com quadro de incontinência urinária, infecção urinária, cálculos renais e outros tumores que afetam o trato urinário.  

Quando devo ir ao urologista?   

A ida ao urologista depende de alguns fatores. Quando não há sintomas, o homem deve ir a partir dos 50 anos, mas caso tenha algum quadro na família de câncer de próstata e/ou for da raça negra, é recomendado procurar o médico a partir dos 45 anos.    

Nos casos que há sintomas que envolvam os órgãos do sistema urinário e o sexual, o médico deve ser consultado quanto antes para análise.   

Atualmente, há um crescimento de um movimento para incentivar uma consulta com o profissional desde a adolescência, com o intuito de informar e orientar sobre as doenças venéreas, higienização do órgão sexual e os cuidados que se deve ter na parte sexual.   

Quais as doenças tratadas pelo urologista?    

Todas as doenças que envolvem o sistema urinário e reprodutor masculino são tratadas pelo urologista. A visita ao profissional é essencial, servindo também como uma forma preventiva de doenças e para o diagnóstico delas.  

Além disso, há uma particularidade em que o homem também sofre com a perda hormonal conforme a idade. O urologista também cuida dessa parte, avaliando a necessidade de reposição hormonal, problemas de ereção e da vida sexual masculina. Outros quadros mais simples que os urologistas cuidam são fimose e pacientes que realizaram vasectomia.  
  

Doenças de próstata    

Alguns exemplos de doenças que acometem a próstata são:   

  1. Prostatite: é uma doença inflamatória que os sintomas e tratamento dependerá de cada caso. Os tipos de prostatite são separadas em: bacteriana aguda e crônica, não bacteriana e prostatodinia.  

  1. Câncer de próstata: se desenvolve especialmente em pessoas acima dos 50 anos, podendo ser diagnosticada a partir do exame de próstata. A chance de cura são altas ao ter um diagnóstico precoce e um tratamento inicial rápido.

Doenças na bexiga  

Muitas doenças podem acometer a bexiga, abaixo algumas das doenças que envolvem o órgão são: 

  • Cistite: é uma inflamação urinária que causa uma dor intensa e é tratada através de antibióticos. Os sintomas principais são: ardência ao urinar, febre, dores na bexiga e necessidade de urinar com frequência. Em homens, é uma condição mais rara. 
      

  • Incontinência urinária: ocorre quando há o aumento da pressão na bexiga, sendo comum na gravidez. O tratamento pode ser diferente em cada caso, envolvendo exercícios de fortalecimento pélvico, remédios e, até mesmo, cirurgia. 
      

  • Câncer de bexiga: essa doença pode ser separada em superficial, quando se limita ao revestimento da bexiga, e invasiva nos casos que as células cancerígenas invadem a parede muscular e disseminam-se até os órgãos próximos ou gânglios linfáticos. Da mesma forma que o câncer de próstata, a chance de cura é alta ao ter um diagnóstico precoce e um tratamento inicial rápido.  

Cálculo nos rins

O cálculo nos rins ocorre quando há o acúmulo de cristalização na urina.   

  •  Os sintomas são: dor ao urinar, dor nas costas, sangue na urina, diminuição do fluxo urinário, necessidade de urinar com mais frequência, náuseas e vômitos.  
     
    O tratamento pode ser feito através de medicamentos para alívio da dor e a eliminação espontânea do cálculo, cirurgia e fragmentação do cálculo por ondas de choque (litotripsia). 


 Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)   

As IST´s podem aparecer em diversas formas, em que a contaminação ocorre através de contato sexual, podendo ser evitado com o uso de preservativo.  
 
Algumas doenças são: 
 

  • Sífilis: entre 10 a 90 dias após o contágio, feridas podem aparecer no local em que o vírus entrou. O tratamento é feito através de antibiótico, prescrito pelo médico. 

  • Herpes genitais: causada pelo vírus da herpes simples, que causam feridas na região em que houve o contato sexual. O tratamento é feito por antivirais e cuidados individuais. 

  • HIV: vírus causador da AIDS que ataca o sistema imunológico do indivíduo. O tratamento é feito pelo uso de antivirais.   

Quais exames são realizados pelo urologista? 

 
A urologia é uma especialidade que inclui não só atendimento clínico, mas também exames de laboratórios e cirurgias (tanto como cirurgias por vídeos, como cirurgias abertas).

 
Os exames mais comuns, são: o exame físico para avaliação do rim e alguns exames laboratoriais, como o ultrassom, exame de estudo urodinâmico (avalia a função da bexiga) e avaliação peniana (identifica doenças sexualmente transmissíveis). 
 
Caso o paciente apresente irregularidades nos níveis de testosterona, exames podem ser solicitados por qualquer profissional, mas os resultados devem ser interpretados por um urologista.  
 
Para realizar seus preventivos, basta fazer o agendamento online em nosso site e escolher o local, data e horário de sua preferência. 

Agende aqui o seu exame!

 

Sobre o autor

Dr. Alex Meller
Formado em Medicina pela UNIFESP, com residência em Urologia pela mesma instituição e tem diversas contribuições significativas na área de urologia, sendo algumas delas como: Médico assistente da Disciplina de Urologia da UNIFESP – Escola Paulista de Medicina Chefe do setor de Endourologia e Litíase Renal da Disciplina de Urologia – UNIFESP/EPM Delegado representante do Brasil na Sociedade Mundial de Endourologia (Endourological Society) entre os anos de 2018 a 2021 Coordenador do setor de Endourologia e Litíase Renal da Sociedade Brasileira de Urologia na Gestão 2016/2017 Autor de artigos científicos, capítulos de livros e palestras em Endourologia e Cálculo Renal